was successfully added to your cart.

Carrinho

PNL & Coaching

Como curar a Gripe utilizando a mente?

Durante o fim-de-semana o meu marido dizia-me: “Sabes que andam outra vez a dizer que vem aí a gripe”. Respondi em tom de brincadeira, como normalmente fazemos com esses anúncios alarmantes e indutores de medo colectivo: “A sério? E chega esta semana? Como é que  sabem? Devem ter a informação do voo de chegada da gripe…”

Rimo-nos em conjunto e, aí no ar, ficou essa informação. Nunca mais pensámos nela, pois não acreditamos que a gripe que “ainda não chegou” tenha poderes sobrenaturais de atacar todas as pessoas com as quais se cruza.

E aqui reside o grande segredo de tudo na vida. Na crença. Quer acredites ou quer não acredites, terás sempre razão. Se acreditares que a gripe chega com hora marcada e vai “atacar-te” vais vulnerabilizar o teu sistema interno para essa possibilidade e muito provavelmente terás gripe. Se não acreditares, deixas de colocar o foco da tua atenção aí. E o teu sistema reage normalmente perante algo, que se não soubesses que estava presente, provavelmente não te afectaria.

Segundo a PNL – Programação Neurolinguística, a ferramenta que utilizo constantemente na minha vida e nas sessões de Coaching e cursos que facilito, o corpo e a mente fazem parte do mesmo sistema e influenciam-se mutuamente.

Segundo outras abordagens de neurociência e epigenética , tem-se concluído que o factor mais importante na saúde física é a mente e não a predisposição genética ou biológica para uma determinada doença.

O poder do “pensamento positivo” na cura de doenças muitas vezes incuráveis está cada vez mais documentado e começa a ser um dado adquirido, apesar dos médicos ainda não o conseguirem explicar.

Assim sendo, se uma pessoa utilizando o poder do pensamento positivo, acreditando e visualizando a cura primeiro na sua mente, pode curar um cancro, torna-se fácil admitir que usando o mesmo princípio possamos evitar sermos “atacados” pela gripe. Basta acreditar que o nosso sistema imunitário está forte e que o nosso corpo terá as defesas necessárias para combater o tal vírus. Ponto final.

É óbvio, que se a saúde da pessoa está debilitada haverá maior probabilidade de qualquer vírus invadir o organismo. Nesse ponto, só a programação mental não chega, é necessário também reforçar o corpo.

Nesse sentido, deixo-te a partilha do artigo do médico pediatra Dr. Christian Helfstein  que desmistifica a relação entre o frio e as constipações e/ou gripes, mas aconselha alguma medidas para reforçar o sistema imunitário no inverno. Lê o artigo AQUI

Em conclusão, a melhor maneira para evitar ser “atacado” pela gripe ou qualquer outro tipo de doença, é acreditar que esses viajantes que chegam com hora marcada, não encontrarão alojamento no teu corpo. É acreditar (reforçando também fisicamente) que o teu corpo é um sistema perfeito que não tem necessidade de adoecer. É acreditar que apesar de outras pessoas estarem doentes, tu não tens  que adoecer também. É lembrar que muitos dos médicos e enfermeiros que tratam os pacientes com gripe, nunca chegam a adoecer, apesar do contacto direto e constante com o vírus. E que muitas vezes o que ouvimos esses profissionais dizer é “Não tenho tempo para adoecer”. O que também é uma crença muito útil, pois mentalmente não se dão permissão para aceitar o vírus.

Mentalmente diz NÃO à gripe, e verás como ela seguirá caminho até encontrar uma outra mente que esteja desejando encontrá-la.

Cristina Gonçalves
Coach, Terapeuta, Autora e Palestrante

Aprenda mais sobre como usar a mente com a PNL no Curso Técnicas Eficazes para Coaches e Terapeutas – AQUI

Subscreva a nossa Newsletter

Periodicamente enviamos a nossa Newsletter com alguns dos conteúdos abaixo indicados:

  • Artigos inspiradores
  • Vídeos motivacionais
  • Dicas sobre como melhorar a Comunicação e Storytelling
  • Como atingir Metas e Prosperidade
  • Informação dos próximos cursos e workshops
  • ... e muito mais
Fechar janela

O seu email ficará seguro e será utilizado apenas e exclusivamente para este fim.